sábado, 1 de novembro de 2008

GEPETTO - BOM PARA CRIANÇADA


Meu irmão Renato, finalmente, veio me visitar. Ele mora em São Paulo e há muito esperava uma visita dele com meu sobrinho Lucas. Hoje foi o dia.

A programação foi completa e pensando no Lucas, que tem 7 anos, fomos logo pela manhã para o Haras Pegasus (bom, não era tão de manhã assim. Acordamos super tarde, tomamos um super café e aí, quando saímos já era início da tarde. Mas enquanto não almoço, ainda é de manhã). Ele ama cavalos e quando vem ao Rio, nem lembra da praia que fica há poucos metros da minha casa. Chega aqui e já fala: "quando vamos ao haras?".

Depois do haras, resolvemos parar para comer ali em Vargem Grande. Me lembrei que sempre quis ir ao Gepetto (sempre ouvi falar bem e quando eu cobria celebridades, sabia que era um lugar frenquentado pela Xuxa! Tinha curiosidade....) e ao passar na frente me veio à cabeça: filé à parmegiana. Hummmm... Deixei todos com água na boca e fomos nós: meu irmão, Lucas, Soraya e minha prima Camila, completando a tchurma animada.

Entramos e procuramos um lugar ao fundo do restaurante sem bem saber porquê. No que nos aproximávamos, fomos percebendo: o local é ideal para crianças. Tem um parque cheio de brinquedos, enorme, onde as crinças brincam à vontade enquanto os pais estão no salão. Bom para os pequenos por que têm onde se distrair e fazer novos amigos (meu sobrinho saiu de lá já com 2) e bom para os frequentadores por não ficarem num salão barulhento pelos decibéis a mais típicos daqueles que ainda não chegaram aos 12 anos. No fundo do parque, tem um lugar com galinhas, galos, patos e até um pavão que deu seu show particular. Tudo cercado, claro.

Bom, sobre a comida, o filé a parmegiana estava muito a contento. Não era um dos melhores que já comi mas tem seu lugar. Nas porções para acompanhar, escolhemos arroz, fritas e brócolis, mas em vez das fritas chegou uma farofa de ovo IRRESISTÍVEL. Não teve como recusar a pobrezinha. E, graças que não o fizemos por que era uma das melhores coisas da mesa. Depois da festança, experimentamos o sorvete, artesanal, feito pelo Gepetto. Bom, mas se quer uma dica, vá no de creme.

Conta amiga, restaurante para família, bem simples, mas que volto quando estiver procurando um lugar democrático. O programa Haras + Gepetto acabou uma excelente pedida de um sábado nublado.

Cotação: colher de sobremesa

3 comentários:

Anônimo disse...

Acho que só fui uma vez lá, e não me lembro muito bem da comida... mas pela farofa de ovo que vc colocou como IRRESISTIVEL, tenho que voltar. eu AMO farofa!
ontem fui na bugatti again.. aí fui de japa. mto bom!
bjs,
Paula

Fernanda Teixeira disse...

Nunca fui lá, mas fiquei com vontade de ir depois que li sua observação sobre a farofa de ovo (que eu sou LOOOOOOOUCA!!!) e também porque o lugar me pareceu muito aconchegante, gostoso para um domingo em família, por exemplo. Adoro esse tipo de ambiente!
O Gepetto me lembrou alguns restaurantes da serra, por exemplo. Tem um na subida de Nova Friburgo que é imperdível, o "Chimarrão". É uma churrascaria no meio da mata e tem bem esse clima!
Beijos

Alexandre disse...

Amo farofa de ovo!

Curti seu esquema de cotação!

Filé à parmegiana? Detesto, não sei bem por quê.

Você precisa ir no Dona Irene, o russo de Teresópolis.

Você tira foto de comida em restaurante! Taí assunto pra post ou enquete.

Bjs,
Alex