quinta-feira, 23 de outubro de 2008

LE PETITE PERIGOURDINE

Nas minhas férias, fui para Paris. Era minha segunda vez, mas da primeira - há 4 anos - fui pobre de marré marré. Ir a restaurantes era uma coisa fora de cogitação e tive que me contentar em comer aqueles crepes de carrinho que ficam pelas ruas, sanduíche no Pomme de Pain, e olhe lá. Ah! Também fui com uma amiga no mercado e nos enchemos de queijo de cabra - quase de graça - e vinho de 1 euro.

Dessa vez, fui só pobre (não de marré marré), de forma que consegui me programar financeiramente durante o dia para poder jantar à noite. Fiz a festa. Comi tudo que eu amo e desejava comer originalmente da França. Pato, steak tartar, tarte tatin - que é minha verdadeira paixão e merece um post - ratatouile, cassoulet, etc. Mas dentre todas essas delícias, fui apresentada a uma nova iguaria francesa que me fez ficar desorientada de tão boa: o aligot!

Nem sou fã número um de purê de batata, mas esse tal de aligot - uma espécie de purê com queijo - é uma coisa. Vou tentar explicar: é um purê de batata, lisinho, meio puxa, com sabor de queijo bem suave, e que vem da panela de cobre direto pro seu prato. De novo: uma coisa!

O tal aligot foi-me apresentado por esse restaurante aí da foto: le Petite Perigourdine. Uma graça, ótima recordação. Ficava na esquina do meu hotel, na Rue Des Ecoles. Fui com minhas amigas no primeiro dia de Paris, uma delas, a Lu 3, minha quase irmã, comadre (sou madrinha do filho dela!), que conheço há 28 anos e que faz aniversário hoje!!!! (Lu, te amo, vc é excelente companheira de viagem. Um pouco bem humorada demais de manhã, mas excelente companheira de viagem). Bom, voltando... estávamos mortas de fome e o Le Petite mais parecia uma conveniência. Mas foi mais que isso. Fomos atendidas pela garçonete que parecia uma versão masculina da Roberta Sudbrack. Sim, eu disse garçonete. Apesar de querer conhecer outros lugares, depois que o Aligot me pegou de jeito no Le Petite, queria porque queria voltar lá uma segunda vez. E voltei, foi muito bom novamente. Repeti o aligot e comi um mil folhas de pistache com framboesas, divino!

Bom, agora que você está com água na boca, vou dividir algumas receitas de aligot com vcs. Eu ainda não fiz nenhuma, mas vou fazer! E se alguém aí fizer, me diz como foi.

Veja São Paulo
Receitas e Delícias
Prazeres da mesa, por Alex Atala

bjs

3 comentários:

Daniele disse...

que delícia! vou fazer! bjs

Natalia disse...

Amei o vídeo explicando! Vou fazer tb!

Anônimo disse...

Realmente é uma grata surpresa. Esperientamos o L'aligot do Petite Périgourdine em Jan/2010. Sabor e e textura únicos. Vale muito a pena!!