domingo, 8 de fevereiro de 2009

UMA M... - PARTE II - BARRACA DO LORO

Que ótimo! Várias pessoas comentaram sobre o header novo do meu blog!!!
Bom, hoje vou aproveitar que estou azeda por conta de uma "sacanagem" de uma cia aérea que me fez ficar num chá de cadeira desnecessário no aeroporto de SP, e descer o pau num lugar que fui no final de semana passado, em Salvador.
Salvador é demais, muita coisa boa e os restaurantes estão melhorando MUITO. Tem boas opções, com serviços simpáticos, enfim.


Mas eis que domingo, primeiro dia de fevereiro, minhas amigas se aventuraram pela praia de aleluia, rumo a uma das tantas barracas de praia típicas de Salvador. Confesso que fui uma única vez nessas barracas pois uma das minhas amigas diz: "praia com barraca de graminha sintética, não vou!". Mas ela foi. E fomos na mais famosa de todas: Barraca do Loro.

Olha o visual. Demais, ne? Pois é. É só. Vamos aos pontos:
- comida - a desejar. como não como caranguejo (é muito trabalho pra pouco, nao é nao?), pedi casquinha de caranguejo. Tava normal. Nem boa, nem ruim. Mas passou batido. Depois pedi bolinho de peixe da praia do Forte. Esse é imperdível. Mas na praia do Forte mesmo, lá no Souza. No loro, eles devem ser congelados e aí o que vem na mesa é uma coisa massuda, meio duro, nefim.

- Bebida - esqueça a roska desse lugar. É fruta e água. E açúcar! MUITO. por mais que vc peça pouco ou sem. E a vodka passou loooonge! Mas muito longe!!! e não adianta reclamar. Esse é o quesito atendimento

- Atendimento - bom, o garçom, coitado, não posso reclamar. Naquele sol, com um monte de mesa, e uma música no ouvido, até que ele fez o que pôde. Mas quando reclamei que não tinha vodka na roska, ele me oferece trazer um pouco de vodka separado. Aceitei. Mas depois veio na conta. 5,50. Reclamei e ele não deu ouvidos. Fui ao gerente. Um argentino metido, que enquanto eu falava fazia careta e depois que eu terminei, ele me disse sem delongas: "aqui tem 15 anos de tradição e se vc quisesse uma roska com dose dupla de vodka, tinha que pedir". Hahahahahahaha. Então tá!!!!
- Música - ponto alto do lugar. O DJ era bom demais. Um som legal, variado, de músicas de bom gosto. Sem ser dance demais, rock demais, pop demais. MUITO BOM. Mas alto. MUITO alto. E aí, as mesas mais perto, como era a nossa, ficava um auê só. O papo foi pro brejo.

Bom, essa foi minha experiência no Loro. Barraca que tem até WI-FI!!! OLhaaaaaaa. Quer levar seu computador pra praia??? Lá pode!!!!!!
Cotação: ah, gente. nem colher de café.

Moral da história: A barraca do Loro tem wifi. Só falta agora os petiscos e a roska!!!!




2 comentários:

FreakShowBusiness disse...

Gerente surreal! Hahahaha!

Dani Oliveira disse...

Oi Lú! Fiquei infeliz com o seu comentário. Amo Salvador. Eu e meu marido já fomos 2 vezes. Se pudesse e o dinheiro desse, mudava pra lá... rsrsrsrs... as duas vezes que fomos, estivemos na Barraca do Louro, mas graças à Deus não passamos pelos "perrengues" que você passou. Fiquei decepcionada, mas cá entre nós, atendimento e bom serviço tá difícil hoje em dia né?!
Bom, passei pra retribuir a visita e adorei o teu blog também. Vou voltar sempre.
Beijos querida =)